Polícia Civil desarticula associação criminosa que desviava recursos de entidades públicas do RS

Destaques Geral Polícia

A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (1ªDECOR), da Divisão Estadual de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DCCOR) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), deflagrou nesta terça-feira (12) a Operação Firenze, com o objetivo de desarticular associação criminosa que desviava recursos de entidades públicas do Estado do Rio Grande do Sul.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Porto Alegre e em Novo Hamburgo. Também foi cumprida ordem judicial de busca e apreensão nas dependências da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Segundo o delegado Max Otto Ritter, funcionários de uma ONG se utilizavam de termos de parcerias firmados com o Poder Público para o desvio de parte dos valores recebidos e que deveriam ser destinados a fins sociais, vinculados à Fundação de Atendimento Sócio-Educativo – FASE, utilizando-os em proveito próprio e alheio.

Desse modo, a partir das informações advindas da Controladoria e Auditoria-Geral do Estado do RS, assim como do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, verificou-se que os possíveis desvios de recursos aconteciam desde o ano de 2018, gerando prejuízo ao Erário Estadual, no caso concreto das presentes investigações, de aproximadamente 368 mil reais, em valores nominais.Conforme o delegado Marcus Viafore, as buscas tiveram por objetivo a apreensão de documentos e demais objetos de interesse às investigações, a fim de identificar a responsabilidade de todos os envolvidos. Computadores, mídias e comprovantes de depósito também foram apreendidos durante a ação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.